Marketing de Conteúdo: 5 dicas para fortalecer a sua estratégia

Partilhar

Marketing de Conteúdos

Para conseguir obter sucesso na aquisição de clientes, precisará investir em estratégias melhores e mais modernas, uma delas é o Marketing de Conteúdo. Hoje vamos falar um pouco acerca do que está envolvido nesta estratégia e algumas dicas de como a aplicar no seu negócio.

Mas afinal o que é o Marketing de Conteúdo?

É uma estratégia de marketing que se foca em interagir com o seu público-alvo e em atrair clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso para os mesmos. Através deste o cliente é atraído e envolvido, de modo a ter uma perceção positiva da marca, o que acaba por gerar mais vendas a longo prazo.

De maneira simples este ajuda o público-alvo a resolver um determinado problema e dessa forma é criada uma relação com cada consumidor de maneira a que este consiga percecionar o importante valor da sua marca.

Os seus principais objetivos são atrair, envolver e gerar valor para os consumidores de forma a que estes tenham em mente uma ideia positiva da empresa.

Se o marketing de conteúdo do seu site estiver bem trabalhado ele terá mais oportunidades de ser encontrado pelos motores de pesquisa e aparecer nas primeiras páginas. Para além disso, a marca conseguirá afastar objeções e aumentar a satisfação, criando uma base de clientes satisfeitos e fiéis o que representa uma parcela muito importante na faturação da mesma.

Marketing de Conteúdos

Alguns pontos que precisa de ter em mente ao utilizar este tipo de estratégia são:

1. Definir os objetivos

Tenha os objetivos principais bem claros porque são neles que a empresa necessita de concentrar os seus esforços. Os mesmos têm de ser tangíveis, mensuráveis e realistas de acordo com o negócio. Depois deste passo deverá determinar as métricas que mostram se o trabalho está a ser bem realizado, como, por exemplo, a interação, número de leads, vendas, retorno sobre investimento, etc.

2. Definir a Buyer Persona

A buyer persona representa o cliente ideal. Deverá definir o seu nome, idade, caraterísticas, hábitos, preferências, etc. Esta definição é muito importante para entender o comportamento dos clientes e definir que tipo de conteúdo deverá desenvolver atendendo às necessidades do mesmo.

3. Trabalhar o funil de vendas

É essencial entender quais foram os passos realizados pelo cliente ao efetuar uma compra, quer seja, no fundo, meio, topo do funil e inclusive o pós-venda. Ao trabalhar cada um destes momentos, conseguirá ajudar os seus clientes com informações relevantes e isso faz com que eles tenham sempre o seu negócio em mente no momento de realizar uma compra.

4. Selecionar os canais

Escolha os canais onde está a buyer persona, no entanto, foque-se apenas nos que sabe que a sua empresa conseguirá trabalhar de forma constante. Exemplos: Blog, redes sociais, e-mail marketing, palestras, webinars, etc. Trabalhe conteúdos relevantes nos canais que o seu público frequenta e gosta.

5. Mensurar resultados

O uso de ferramentas para mensurar os resultados obtidos é uma preciosa ajuda para analisar se está tudo em conformidade. Caso não seja este o caso, deverá ajustá-los de forma a conseguir cumprir os objetivos propostos. Ao atingi-los deve entender o que correu bem e o que correu mal para continuar a aperfeiçoar a sua estratégia.

Notícias Relacionadas