Como encontrar potenciais clientes no LinkedIn?

Partilhar

LinkedIn

Muitas empresas não obtêm resultados no LinkedIn e a realidade é que a maioria das pessoas usa esta plataforma de maneira errada. Neste artigo vamos dar-lhe alguns conselhos, para poder vir a ter resultados através desta rede social.

Mesmo tendo todas as oportunidades dentro do LinkedIn, muitas pessoas têm dificuldades em conseguir estabelecer conexões com possíveis clientes e em conseguir marcar reuniões qualificadas. Elas não conseguem fazer com que os clientes e potenciais clientes aceitem a solicitação de conexão e não sabem o que dizer na primeira mensagem de forma a conseguir marcar uma reunião.

Hoje vamos citar algumas etapas que precisa de ter em atenção, se quer ter resultados no LinkedIn

1. Otimização do seu perfil:

A maioria das empresas não conseguem captar potenciais no LinkedIn, porque não possuem um perfil atraente. Estas acreditam que o LinkedIn é uma espécie de currículo, por isso, descrevem os seus serviços, o que fazem, onde atuam, etc.

Para que qualquer tipo de procura funcione dentro do LinkedIn, certifique-se de falar de que formas pode ajudar o seu cliente, em vez de somente mencionar os seus produtos e serviços. Estes são importantes e vai chegar uma altura para falar sobre eles, mas neste momento, concentre-se em mostrar como pode resolver o problema que o seu possível cliente está a tentar ver solucionado.

Mencione desafios e problemas que já ajudou algumas marcas a resolver, mostrando exatamente que existe um caminho melhor e que é uma mais-valia para pessoas do seu segmento e do segmento em que atua, ajudando-as a optar por um caminho mais fácil.

É importante ter uma fotografia de perfil profissional e usar uma capa no LinkedIn que crie credibilidade para o seu negócio. Evite erros ortográficos e deixe os seus dados visíveis na plataforma, isso vai ajudar a que o contactem da maneira certa


2. Solicitação de conexão:

O LinkedIn divide os utilizadores em três categorias:

  • Primeiro, pessoas que fazem parte dos seus contactos;
  • Segundo, pessoas que são contacto dos seus contactos: essas pessoas não conseguem trocar mensagens consigo na versão gratuita, mas vocês podem ver os perfis um do outro e têm uma rede de contacto em comum;
  • Terceiro, pessoas que não estão relacionadas consigo.

Após concluir o seu perfil do LinkedIn, o próximo passo é enviar uma solicitação de conexão, para os seus potenciais clientes.

Pode usar a solicitação de conexão padrão do LinkedIn, ou pode optar por escrever uma solicitação de conexão personalizada.

Qual a diferença entre as duas?

Se receber muitas solicitações de conexão, a personalização faz uma grande diferença, porque, desta forma consegue entender as motivações de quem a enviou. Se utilizar o modelo personalizado, vai aumentar a taxa de conversão e tem maiores hipóteses de ser aceite pela pessoa.

Um conselho que deve ter em atenção é guardar templates direcionados ao modelo de cliente que procura. No momento de personalizar a solicitação, pode colocar na mensagem informações relevantes como, o porquê de estar a querer conectar-se com aquela pessoa em específico ou mencionar algum dado relevante sobre a empresa.

Deve evitar solicitações de conexão com uma característica muito forte de vendas como:
“Quero apresentar o meu produto.”
“Quero falar sobre este problema que notei na sua empresa.”

LinkedIn

3. Primeira mensagem:

A solicitação de conexão foi aceite, o que acontece depois disso? Por muito que tenha a opção de chat disponível para conversar, é recomendado que não tente apressar muito as coisas, na tentativa de agendar uma reunião. Comece antes com uma conversa mais casual e tente entender a situação da pessoa, quais são os problemas que está a passar e de que maneira pode ajudar com o seu serviço. Neste momento, está a construir uma relação, se for muito comercial isso só trará bons resultados com potenciais clientes que têm uma boa consciência do problema.

A maior parte das pessoas que podem comprar os seus produtos ou serviços, ainda estão a perceber o problema e não à procura de uma solução.

O que fazer?

  • Faça perguntas;
  • Entenda cenários;
  • Aproxime-se do possível cliente.

Depois disso, pode chamá-lo para uma reunião onde vai fazer o diagnóstico Tentes ser o mais natural possível, teste várias abordagens e veja o que melhor funciona dentro do seu setor.

4. Produção de conteúdo:

À medida que os seus principais clientes começam a aceitar as suas conexões, publique conteúdo com frequência. Quando publica um novo conteúdo, impacta dois tipos de pessoas, as pessoas que são estão conectadas consigo e as pessoas que o seguem.

O LinkedIn tem uma característica diferente das outras redes sociais, os posts tendem a ter uma entrega orgânica mais alta. Mesmo usuários que têm poucas conexões conseguem chegar a um volume de visualizações grande, o que normalmente não ocorreria em plataformas como o Instagram.

Se produzir conteúdo de forma regular, vai construir uma imagem de autoridade ao redor da sua área de atuação.

Algumas ideias de conteúdo:

  • Compartilhar vídeos;
  • Citações;
  • Fotografias;
  • Textos longos.

Certifique-se que tem uma estratégia alinhada com o mercado que procura alcançar.

5. Acompanhamento:

A maioria das pessoas não utiliza o LinkedIn todos os dias e, quando utiliza, não fica muito tempo na plataforma. Saiba que as pessoas a quem mandou mensagem não vão responder em tempo real, elas vão responder quando fizerem login, então, é fundamental fazer um bom acompanhamento de toda a gente que seja um potencial cliente.

Em suma, o LinkedIn é uma plataforma poderosa para encontrar potenciais clientes, mas é importante seguir algumas estratégias eficazes para ter sucesso. Com essas estratégias, poderá construir uma boa rede de contactos de maneira eficaz!

LinkedIn
Notícias Relacionadas